Índice Mineiro de Vulnerabilidade Climática

Foi lançado na última quarta-feira, dia 21 de outubro o Índice Mineiro de Vulnerabilidade Climática (IMVC), que foi desenvolvido pela Fundação Estadual do Meio Ambiente em parceria com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). O objetivo desse instrumento inédito no país é prever os riscos gerados pela vulnerabilidade às mudanças climáticas nas quais os municípios mineiros estão expostos e fornecer subsídios para o planejamento de ações.

O IMVC, disponível na plataforma online Clima Gerais, foi lançado juntamente com um edital do BDMG que irá disponibilizar uma linha de crédito no valor de R$ 50 milhões para financiar projetos de infraestrutura municipal voltados para questões climáticas e para a universalização de serviços básicos.

IMG_4108

Cônsul geral da França no Rio de Janeiro, Brice Roquefeuille; Adida Cultural da França para o Estado de Minas Gerais, Christine Masson e Cônsul Honorário da França em Belo Horizonte, Manoel Bernardes.

A Adida Cultural da França para o Estado de Minas Gerais, Christine Masson, esteve presente no evento de lançamento, ao lado do Cônsul geral da França no Rio de Janeiro, Brice Roquefeuille; do Conselheiro Econômico do Consulado da França no Rio, Pierre Sejourné; do Cônsul Honorário da França em Belo Horizonte, Manoel Bernardes; do diretor da AFD em Brasília, Laurent Duriez; da gerente geral de Setor Público do BDMG, Juliana Ferreira; do presidente da Feam, Diogo Franco; e do gerente de Energia e Mudanças Climáticas da Feam, Felipe Nunes.

As propostas apresentadas serão avaliadas de acordo com indicadores gerais para projetos de mitigação e de adaptações às mudanças climáticas, além de critérios específicos para projetos de mobilidade urbana, resíduos sólidos urbanos e eficiência energética. Os projetos de adaptações também serão avaliados a partir do Índice Mineiro de Vulnerabilidade Climática, da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam). O Índice será um importante instrumento para criar políticas públicas para prevenir danos e adaptar as cidades às mudanças do clima.

Saiba mais aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s